Dr. Jorge esculacha o prefeito Biruta
O ex-prefeito de Ferraz, Jorge Abissamra, não mediu palavras ao fazer uma avaliação bastante crítica da gestão do prefeito Biruta durante o “Café na Redação” dessa quarta/ Foto: Glaucia Paulino/Oi Diário
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O ex-prefeito de Ferraz e ex-presidente do Condemat, o médico Jorge Abissamra (PSB), revelou nessa quarta-feira, 28, em entrevista ao “Café na Redação” (programa de entrevistas ao vivo do Jornal Oi) que o processo de destruição da cidade é bem mais intenso e grave que o denunciado nas últimas semanas pelo Oi.

Abissamra não mediu palavras ao fazer uma avaliação bastante crítica da gestão do prefeito Zé Biruta (PRB) que antes mesmo de alcançar a metade de seu mandato de quatro anos, tem desagradado de forma muito intensa a população e os formadores de opinião da cidade. Ao colocar o dedo em várias feridas da cidade e do governo Biruta, o ex-prefeito de Ferraz (ele governou entre 2005 e 2012) garantiu ao “Café na Redação” um dos seus maiores índices de audiência após o processo eleitoral deste ano.

Abissamra não poupou nada e nem ninguém e não descartou a possibilidade de concorrer ao cargo de prefeito na eleição de 2020 com o objetivo de interromper o processo de destruição que compromete o presente e o futuro de quem mora na cidade que segue na lista das 100 mais pobres e carentes de todo o Brasil.

O ex-prefeito criticou e questionou o atual prefeito, o vice-prefeito Dr. Karim, o vereador e presidente da Câmara, o Inha, o assessor de imprensa do prefeito, Fernando Fellipe, e também manifestou suas expectativas em relação ao trabalho que o deputado estadual eleito Rodrigo Gambale (PSL) poderá fazer pela cidade, garantiu não confiar no governador eleito João Doria (PSDB) e observou que será preciso dar algum tempo para que o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) apresente trabalho e resultados.

Durante a Live o ex-prefeito ferrazense também respondeu perguntas enviadas por internautas. Confira toda a entrevista no site e no Facebook do Oi Diário.

“Zé Biruta cadê o dinheiro de Ferraz? Desafio esse prefeito fantasma a parar de se esconder e vir a um debate comigo”

O ex-prefeito de Ferraz, Jorge Abissamra, fez questão de logo no início da entrevista ao “Café na Redação” lembrar da revolução política e administrativa que implementou na cidade a partir de janeiro de 2005, quando substituiu o então prefeito Zé Biruta que finalizou em 2004 o seu segundo mandato.

“Guardo na memória principalmente aquela passarela de pedestres (já removida) sobre a via da CPTM. Aquela passarela vivia cheia de vendedores ambulantes, sendo que a maioria era de fora de Ferraz. A praça (da Independência) vivia cheia de lixo, de mato e de moradores de rua. Quando cheguei o orçamento da prefeitura era de R$ 32 milhões, a prefeitura tinha cerca de 300 funcionários desmotivados, Ferraz só tinha 400 crianças matriculadas em creches. Era uma cidade triste, feia, cinzenta, a população não tinha qualquer autoestima. Assumi a prefeitura e em vez de ficar reclamando ou dizendo que o prefeito anterior (no caso Zé Biruta) tinha destruído a prefeitura e a cidade como ficam fazendo agora, arregacei a manga e fui trabalhar. É lógico que cometi erros, é lógico que muita coisa poderia ser feita de forma diferente, mas tomei da decisão de errar (eventualmente) por excessos que por omissão. Se eu for falar sobre tudo o que fizemos em Ferraz em oito anos, vamos passar a tarde inteira e as pessoas que moram na cidade sabem do que estou falando. Elas sabem que trabalhei intensamente para transformar Ferraz em uma cidade, sim porque a Ferraz que eu assumi em 2005 era uma favela. Não me escondei, não me acovardei e nem fiquei falando que não tinha dinheiro. Eu trabalhava dia e noite porque gostava de Ferraz e queria o melhor para a cidade. Nunca fiz igual a esse prefeito que chega para trabalhar ao meio do dia, isso quando aparece na prefeitura. É um absurdo porque ninguém em Ferraz consegue falar com esse prefeito, que parece se esconder dentro do gabinete e atrás de um chapéu. Esse prefeito e esse governo precisam deixar de vagabundagem e começar a trabalhar pela cidade e o povo de Ferraz. É importante destacar que o orçamento da prefeitura em 2005 era miserável porque a cidade estava estagnada porque o prefeito (Zé Biruta) não tinha compromisso algum com a cidade e nem com o povo. E neste novo mandato ele demonstra que segue sem qualquer tipo de compromisso com o desenvolvimento de Ferraz, não está nem aí. Se em 2005 a prefeitura tinha previsão de arrecadar pouco mais de R$ 32 milhões por ano, agora em 2018 a prefeitura arrecada (incluindo repasses do governo federal e estadual) algo em torno de R$ 1 milhão por dia, mas os serviços da prefeitura (educação, saúde, transporte, iluminação, segurança e outros) estão, a cada dia, mais precários. Faço aqui uma pergunta. Prefeito Zé Biruta, cadê o dinheiro de Ferraz? Cadê o dinheiro que entra todos os dias para os cofres da prefeitura?”, questionou várias vezes o ex-prefeito durante a Live.

Etec, Centro de Convenções e outras destruições

O ex-prefeito de Ferraz classificou como vergonhosa e inaceitável a postura do atual prefeito da cidade em relação ao prédio da Etec. No início deste mês o Jornal Oi denunciou que o prédio (erguido em 2007 na Vila Jamil) está em ruínas principalmente porque o governo Biruta não moveu uma palha sequer para preservar o imóvel da destruição que avançou dia a dia desde o começo deste ano.

Abissamra também atacou o governo Biruta por conta da completa interdição do Centro de Convenções (antiga praça dos Trabalhadores).

“Não tem nenhum problema com essa obra e esse prefeito poderia abrir esse espaço para o público já na semana que vem, caso tivesse compromisso com o povo e não estivesse tão preocupado em atingir a minha imagem”, afirmou o ex-prefeito que durante a conversa sugeriu que o deputado eleito Rodrigo Gambale já teria fechado um acordo político com o atual prefeito e também com o presidente da Câmara, o Inha, já visando a disputa pela prefeitura marcada para 2020.

“Posso garantir que o governo do Filló, do Izidro e agora do Biruta, que são tudo a mesma porcaria, destruiu ao menos duas dezenas de obras, projetos e ações que desenvolvemos em Ferraz com muito trabalho e comprometimento com o povo que está me assistindo e sabe que estou falando a verdade”, acrescentou.

Atual prefeito precisa arrumar coragem para defender sua gestão e seu mandato

Na longa entrevista dessa quarta-feira Abissamra também lamentou a falta de critério e capacidade do prefeito Biruta na hora de escolha de seus secretários e assessores diretos e citou o caso de Fernando Fellipe como sendo um exemplo de que o prefeito além de ser fraco e omisso, procura ter ao seu lado ‘assessores’ de reputação, currículo e potencial para lá de questionáveis.

Por outro lado, a reportagem do Oi durante a entrevista ao vivo, reforçou o convite para que o prefeito e sua assessoria arrumem coragem para rebater as críticas e ataques certeiros desferidos pelo ex-prefeito da cidade. Zé Biruta precisa tomar a decisão de defender o seu governo (ou desgoverno) sob pena de ver o pouco que ainda resta de seu legado político em Ferraz e região ir para a lata do lixo da história. Com a palavra o prefeito Biruta.