Doria tem 16,4%; Skaf 16,2%; França 5%; e Marinho 4,8%. Candido deve aparecer nas próximas pesquisas
Candido está entrando atrasado na disputa ao Palácio dos Bandeirantes uma vez que somente no último final de semana o PDT confirmou a decisão de concorrer ao governo do Estado tendo Marcelo Candido como candidato/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) e o presidente licenciado da Fiesp, Paulo Skaf (MDB), estão empatados tecnicamente segundo levantamento CNT/MDA para a disputa de governador de São Paulo nas eleições 2018.

O tucano tem 16%,4% das intenções de voto contra 16,2%. Em terceiro, vem o atual governador Márcio França (PSB), com 5%, empatado com Luiz Marinho (PT), com 4,8%, segundo reportagem publicada no site do Jornal Estadão com base nos dados da pesquisa CNT/MDA.

A pesquisa mostra que a indefinição ainda prevalece na disputa pelo governo de São Paulo. No cenário espontâneo, ou seja, quando não são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, 65,9% dos entrevistados se disseram indecisos, e 22,3% declararam voto branco ou nulo. Nesse caso, o candidato com maior intenção de voto é João Doria, somando apenas 4,2%.

Na disputa pelo governo de São Paulo entre Paulo Skaf (MDB) e João Doria (PSDB), no segundo turno, o ex-presidente da Fiesp seria eleito com 29,7% dos votos contra 26,8% do tucano, segundo pesquisa CNT/MDA publicada nesta quarta, 8.

A grande expectativa da classe política e dos eleitores da região do Alto Tietê será com o desempenho do ex-prefeito de Suzano, Marcelo Candido que irá concorrer ao governo de SP pelo PDT.

Candido está entrando atrasado na disputa ao Palácio dos Bandeirantes uma vez que somente no último final de semana o PDT confirmou a decisão de concorrer ao governo do Estado tendo Marcelo Candido como candidato.

Ao que tudo indica o nome de Marcelo Candido não foi colocado nesta pesquisa do CNT/MDA até porque o Instituto de pesquisa ainda não tinha a informação sobre a participação de Candido nesta campanha eleitoral.

O nome do ex-prefeito de Suzano e ex-deputado estadual será incluído nas próximas pesquisas. Nos bastidores políticos da região existem avaliações de que Candido tem ‘pegada política’ para alcançar a intenção de votos (de hoje) de candidatos como Luiz Marinho e Márcio França. A conferir.

Sem Lula, Bolsonaro e Alckmin estão empatados tecnicamente no Estado

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, lidera a disputa nacional no Estado de São Paulo com 18,9%, no cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo a mais nova pesquisa realizada pelo instituto MDA a pedido da CNT.

Em segundo lugar, vem o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, com 15% das preferências. Como a margem de erro do levantamento é de 2,2 pontos porcentuais para cima e para baixo, os dois primeiros colocados estão em situação de empate técnico.

Em terceiro, com 8,4% das preferências, vem à candidata da Rede, Marina Silva. Em seguida, aparecem o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, com 8,3%, e depois Ciro Gomes (PDT), com 6,0%.

Álvaro Dias, do Podemos, aparece em seguida com 1,8%. O levantamento ainda considerou o nome de Manuela D’Ávila, do PCdoB, que não participa mais da disputa nacional. Ela apareceu com 1,7% das preferências do eleitorado paulista. Brancos e nulos somaram 22%. Indecisos ficaram em 12,5%.

Esse é o primeiro levantamento CNT/MDA para o Estado de São Paulo, o que impede comparações diretas. Os pesquisadores ouviram 2.002 entrevistados, distribuídos em 75 municípios de todas as regiões do Estado. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. Os registros da pesquisa são, no TSE: BR-05911/2018, e no TRE/SP: SP-04729/2018.