Por unanimidade TRE autoriza candidatura de Junji Abe
Tribunal Regional Eleitoral autoriza, por unanimidade, registro da candidatura do deputado por reconhecer que ele é ficha limpa e tem todo direito de concorrer/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O governo federal destinará R$ 400 mil para o município de Poá investir na rede municipal de saúde. A liberação dos recursos extraorçamentários resulta do trabalho do deputado federal Junji Abe (MDB-SP). “Contar com um representante batalhador da nossa Região, em Brasília, faz toda diferença! Em nome do povo poaense, trago toda gratidão por ter conseguido nos ajudar assim, tão rápido, com menos de dois meses de atuação”, expressou-se o secretário municipal de Cultura e Esportes, Mário Sumirê, que se reuniu com o parlamentar, representando o Executivo poaense.

A injeção financeira será possível por meio de programas governamentais, em benefício da cidade contemplada por Junji, a pedido do vice-prefeito de Mogi das Cruzes, Juliano Abe (MDB). Caberá à prefeitura de Poá definir de que forma os recursos serão investidos nas unidades de saúde, podendo garantir adequações ou aquisição de equipamentos.

A  crise financeira afeta todo o Brasil e as prefeituras de uma maneira voraz porque vêm para os municípios menos de 15% do bolo tributário angariado no País, como observou Juliano, durante a reunião com Junji e Sumirê, realizada no fim da semana (27/04/2018), no escritório regional do deputado, em Mogi das Cruzes.

Todas as prefeituras amargam condições de fragilidade nos cofres públicos e vêm se desdobrando para manter serviços básicos à população, como ponderou Junji. Ele lembrou que os poaenses registram sofrimento adicional causado pela queda vertiginosa de arrecadação derivada de mudanças na  lei que regulamenta o recolhimento do ISS – Imposto Sobre Serviços. “Ouvi o apelo trazido pelo Juliano e, de imediato, redobramos as ações para garantir recursos a Poá”.

De acordo com Junji, o Ministério da Saúde deverá liberar o dinheiro à prefeitura de Poá ainda neste semestre, por meio de repasse efetuado diretamente do Fundo Nacional de Saúde ao Fundo Municipal de Saúde. O Executivo poaense vem recebendo assistência da equipe do deputado sobre os procedimentos administrativos necessários. Em razão de ser ano eleitoral, os repasses só podem ocorrer até três meses antes das eleições. Portanto, até julho.

Junji esclareceu que vem trabalhado junto ao governo federal para obter mais recursos extraorçamentários em benefício das cidades de onde recebeu pedido de ajuda, vindo de lideranças políticas e comunitárias. A movimentação do deputado em busca de repasses financeiros para as cidades visa evitar que tenham de esperar até 2019 pela liberação das verbas a serem previstas, como emendas parlamentares, no OGU – Orçamento Geral da União.

Como deputado, Junji informou que apresentará as propostas, no final de 2018, para liberação no ano seguinte. Entretanto, considerou, “o problema é imediato e sério, exigindo esforços redobrados para garantir os repasses em 2018”. O deputado assumiu o segundo mandato na Casa em 21 de fevereiro último e não pôde inserir previsão de remessas orçamentárias para os municípios neste ano.