CS Brasil na mira: depois de fiscalização do governo, vereadores vão cobrar a empresa

0
1196

A empresa responsável pelo transporte coletivo em Itaquaquecetuba, CS Brasil, foi solicitada para uma reunião na Câmara Municipal a fim de prestar esclarecimentos quanto ao serviço prestado no município. O documento foi aprovado durante sessão na última terça-feira, no retorno do recesso parlamentar, presidida por Roberto Carlos do Nascimento Tito (PSDB), o Carlinhos da Minercal.

Assinado por todos os vereadores, o requerimento motiva a solicitação diante da reclamação de insuficiência de ônibus em várias linhas e setores da cidade. A falta de manutenção relatada por usuários também foi citada no documento, inclusive, tem ocasionado diversas interrupções, afetando o cumprimento de agendas do dia a dia de quem depende de transporte, sobretudo, para trabalhar, estudar e cumprir agendas médicas.

A reunião está marcada para o dia 20 de fevereiro e será realizada na Câmara Municipal, às 10 horas.

Autor de diversos ofícios e solicitações, o vereador Rolgaciano Fernandes (PODE), falou sobre a necessidade de melhoria sobre o transporte coletivo municipal. “Essa é uma luta de todos nós vereadores. Acredito que juntos podemos unir forças e cobrar mais efetividade, compromisso e qualidade na prestação dos serviços. O respeito e a dignidade aos usuários é o nosso objetivo. A ocasião servirá de pano de fundo para cobrarmos o que prevê o contrato”, ponderou o parlamentar.  No início deste ano o prefeito Mamoru Nakashima (PSDB) determinou um reforço na fiscalização no serviço prestado pela CS Brasil cujo contrato com a prefeitura de Itaquá termina neste ano e não deverá ser prorrogado.

COMPARTILHAR