Cristiano Ronaldo na Juventus: Sim!
No jogo de ida das quartas de final da Champions na última temporada, o português anotou um golaço de bicicleta contra o clube que agora irá defender/ Foto: Angel Martinez/Real Madrid via Getty Images
Prefeitura de Suzano Refis

Por: Ataque Marketing

O mundo do futebol foi pego de surpresa com a notícia de Cristiano Ronaldo na Juventus. O craque português acertou um contrato de 4 anos com a Vecchia Signora. Quem não se lembra das comemorações de Ronaldo ao gritar, efusivamente: “Siiiiii” ? Agora estas comemorações irão se repetir pelos campos italianos.

O clube, que acaba de perder Buffon para o PSG conta agora com uma outra estrela. Cristiano Ronaldo tem tudo para continuar seu legado e gols na Itália. O time de Turim que já é forte no italiano (7x campeão nos últimos 7 anos) pode pensar mais alto. O alvo é mesmo a reconquista da Champions League. Nos últimos 4 anos, foram 2 vices. O clube tem 2 títulos (1985 e 96).

Os números desta relação são impactantes:

  • 100 milhões de euros pagos pela transação
  • 30 milhões de euros em salários por ano (contrato de 4 anos, total de 120 milhões de euros)
  • A este valor soma-se as verbas do mecanismo de solidariedade da FIFA (5 milhões de euros) e encargos acessórios (7 milhões de euros), perfazendo total de 112 milhões de euros na transação.
  • Juventus investe cerca de 232 milhões de euros (em torno de R$ 990 milhões) para contratar o craque
  • O jogador tem 33 anos. Ao final do contrato, terá 37
  • As ações do clube subiram uma média de 8% em relação ao último ano
  • A Adidas encomendou 3 milhões de camisas da Juventus a mais, com o preço médio de 120 euros (camisa + personalização + patchs) para vender.
  • Facebook recebeu em uma hora + 122 mil engajamentos

Popularidade

De acordo com a ESPN’s Sports Analytics Group, Cristiano Ronaldo é o atleta mais popular do mundo. Veja bem, não é o jogador de futebol, e sim o atleta. Cristiano ganha cerca de US$ 40 milhões com publicidade. Ele tem + 121 milhões de seguidores em suas redes sociais.

No Twitter da Juventus, a publicação que tem o anúncio da chegada do CR7 tem 85 mil RT’s e 140 mil curtidas. A média de uma publicação normal não chega a 1% disso. O clube Bianconero ganhou um plus na sua visibilidade.

Cristiano Ronaldo na Juventus: os números do Real podem se repetir?

CR7  jogou por 9 anos na Espanha. Ele se tornou o artilheiro da história do Real Madrid com 451 gols em 438 jogos. Ganhou 3 Champions consecutivas e 4 UCL em 5 anos. Além disso, conquistou o prêmio de melhor jogador do mundo 5 vezes.

A Juventus tem tradição na escolha de atletas para o Ball’on Dor. Seus últimos atletas escolhidos foram: Pavel Nedved (2003), Zinedine Zidane (1998) e Roberto Baggio (1993).

CR7 já recebeu 4 prêmios como Chuteira de Ouro da europa. A Juve nunca teve uma premiação. A julgar pelo Hepta campeonato do time italiano, em 2018-19 a história pode se repetir para o Lusitano.

A contratação de CR7 é a mais cara da história da Juve, superando o valor desembolsado há dois anos em Gonzalo Higuaín, então no Napoli. Por outro lado, é a venda mais cara do Real Madrid, batendo a ida de Álvaro Morata para o Chelsea por 80 milhões de euros em 2017.

Análise

Cristiano Ronaldo abre mão de uma posição de conforto, local onde já era “rei”. Saiu no momento em que o Real tinha um dos maiores momentos do futebol moderno. A hegemonia do clube merengue era total. 5 UCL em 6 anos.

CR7 aposta em outra liga que outrora já foi a maior do planeta e que hoje tenta reconstruir. A saída de Zidane, a necessidade do clube espanhol se reinventar. Com certeza isso pesa. E o craque opta por uma liga que ainda pode oferecer algo mais a ele. E um clube que pode chegar à final da UCL.

Por outro lado, a Juventus investe em uma estrela do futebol mundial. Sabe que terá retorno com venda de camisas, patrocínio, visibilidade. E, mesmo recebendo um atleta com 33 anos, Cristiano tem muito ainda a oferecer.

Vai ser chefiado por Allegri que já tem total controle do time e conta com o gajo na equipe. Sempre dedicado a sua carreira, dificilmente o fator idade será um problema. No geral, o nível dos defensores do campeonato espanhol é pouco melhor que do campeonato italiano.