Cozinhar para construir
São histórias como a de Breno Felipe, de 16 anos, que cozinhava em casa, para ajudar na alimentação da família e hoje está estagiando em um dos restaurantes mais badalados/ Foto: Divulgação/PMMC
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O ano de 2018 foi permeado por ações maravilhosas. Lançamos projetos, fortalecemos parcerias e caminhamos muito espalhando nossa mensagem de solidariedade. Dentre as tantas boas realizações, tivemos uma em particular que me tocou demais. E é com ela que escolhemos encerrar o nosso calendário gastronômico do ano.

Como aqui já falei, iniciamos neste ano um rol de cursos profissionalizantes dentro da estrutura da Escola de Empreendedorismo e Inovação, inaugurada em setembro. De todas as turmas do primeiro ciclo, duas do curso de Gastronomia Clássica foram destinadas às pessoas atendidas pelo Acessuas, um programa cuja finalidade é promover o acesso de usuários dos serviços de Assistência Social a oportunidades de emprego e renda.

Em meio a essas turmas, encontramos relatos que nos fazem refletir sobre a incrível capacidade do ser humano de tomar as rédeas da própria vida, construir e reconstruir seus caminhos.

São histórias como a de Breno Felipe, de 16 anos, que cozinhava em casa, para ajudar na alimentação da família e hoje está estagiando em um dos restaurantes mais badalados da cidade. É uma carreira que nasce. É orgulho que transborda. Para valorizar esses jovens guerreiros, organizamos um almoço de confraternização, em que eles serão os chefs.

0Sem dúvidas, uma maneira de finalizar o ano em grande estilo, fazendo votos para que em 2019 possamos seguir semeando o bem, o carinho e a humanidade e obtendo, a partir disso, mais inspiração e aprendizado.