Com seis meses de antecedência, Mogi anuncia seleção de escolas para o Carnaval 2019
Após dois anos sem realizar o evento, em razão de uma necessária contenção de gastos, a prefeitura de Mogi das Cruzes vai retomar a ação cultural/ Foto: Ney Sarmento/PMMC

Começaram nessa quinta-feira, 5, as inscrições para as escolas de samba de Mogi das Cruzes que desejam participar dos desfiles do Carnaval de 2019. Após dois anos sem realizar o evento, em razão de uma necessária contenção de gastos, a prefeitura de Mogi das Cruzes vai retomar a ação cultural, porém em um modelo mais enxuto e econômico. O edital pode ser conferido em www.pmmc.com.br.

Os desfiles serão em apenas um dia – a previsão é que ocorram em 2 de março de 2019 – e o número de agremiações carnavalescas participantes será de no máximo seis, sendo quatro do Grupo Especial e duas do Grupo de Acesso.

A prefeitura de Mogi das Cruzes vai fazer o repasse de recursos para as escolas de samba que forem aprovadas no processo de seleção, porém, assim como em anos anteriores, a transferência dos valores estará diretamente atrelada ao cumprimento de diversas exigências por parte das agremiações, de acordo com o Programa de Carnaval 2019.

Só terão direito a recursos do município e a participar do Carnaval de 2019 as escolas de samba que participaram da última edição do evento, em 2016. Se cumprirem todas as etapas do Programa de Carnaval, as agremiações do Grupo Especial poderão receber R$ 40 mil cada e as do Grupo de Acesso R$ 22 mil cada, para a organização de seus respectivos desfiles.

O montante total a ser transferido pela prefeitura, cogitando que todas cumpram integralmente o Programa de Carnaval, será R$ 204 mil, sendo R$ 160 mil para o Grupo Especial e R$ 44 mil para o Grupo de Acesso.

O programa pede a realização de eventos para a captação de recursos, estipula prazos para que as agremiações entreguem itens como enredo, samba-enredo e croquis de fantasia, pede a atualização da documentação das escolas em janeiro de 2019 e também cria um cronograma de acompanhamento da montagem dos desfiles.

Também está previsto no programa a apresentação dos laudos necessários para que os carros alegóricos possam sair com segurança e a data para que todas as agremiações retirem os carros da passarela do samba e adjacências.

Os desfiles serão realizados na avenida Cívica, que terá uma estrutura reduzida em comparação aos últimos carnavais. Além de ser apenas um dia de evento, a prefeitura não contratará a montagem de arquibancadas, camarotes ou áreas cobertas. O esquema de segurança, contudo, estará presente, para garantir a tranquilidade e o bem-estar de todos os cidadãos presentes na realização.

Importante destacar que todas essas mudanças foram acertadas diretamente com os presidentes das escolas de samba, em reuniões realizadas ao longo dos últimos meses. O acordo foi de priorizar a realização dos desfiles, em detrimento de uma grande estrutura no entorno.

A apuração, anúncio da vencedora e entrega de troféus deve acontecer no dia 4 de março, no espaço do Tiro de Guerra. A questão das datas, contudo, ainda pode ser readequada pela prefeitura, visando a economicidade e também dependendo do número de escolas de samba que passarem na seleção.

A previsão é de investir cerca de R$ 420 mil no Carnaval de 2019, o que é praticamente um terço do que foi gasto na última edição. Em 2016, o Carnaval custou R$ 1,2 milhão.

As agremiações carnavalescas têm até o dia 26 de julho para se inscreverem no processo seletivo e o edital traz todas as exigências para que elas possam ser aprovadas. É crucial que todas tenham suas respectivas documentações em dia e apresentem, por exemplo, certidões negativas de débitos.

A seleção terá início tão logo se encerre o período de inscrições e será feita pelas equipes da Secretaria Municipal de Cultura, que vão avaliar a apresentação da documentação solicitada e a participação das agremiações nos dois últimos programas de Carnaval – de 2015 e 2016, para depois publicarem o resultado. A transferência dos recursos para as agremiações aprovadas deve acontecer entre os meses de outubro de 2018 e março de 2019.