Chumbo grosso: Doria autoriza armas de calibre 12 em viaturas de radiopatrulha da PM
A medida marca a prioridade do governo do Estado com a segurança em São Paulo, que também busca uma maior integração com a Polícia Federal/ Foto: Reprodução
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O governador do Estado de SP, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira, 11, durante o início da operação Rodovia Mais Segura, o uso de espingardas calibre 12 por todas as equipes de radiopatrulha da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A ação conjunta da Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal de combate intensivo ao crime e infrações será implantada em todo o Estado e teve sua primeira ação hoje na Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), km 299, na praça de pedágio Itapecerica da Serra.

Para isso, serão disponibilizadas 5 mil armas do tipo para a PM. Com isso, todas as viaturas que prestam o atendimento das chamadas 190 estarão equipadas, em até 60 dias, com armas mais potentes para o combate ao crime em todo o Estado – inclusive para cabos e soldados.

Antes, as espingardas de calibre 12 eram destinadas apenas para as operações noturnas. Nos atendimentos diurnos, as equipes saiam com pistolas .40, impossibilitando uma resposta à altura em atendimentos de maior gravidade.

Rodovia Mais Segura 

A medida marca a prioridade do governo do Estado com a segurança em São Paulo, que também busca uma maior integração com a Polícia Federal.

O governador João Doria já realizou duas reuniões com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e como resultado e marca dessa aproximação, o Governo do Estado coloca em prática nesta sexta-feira a operação Rodovia Mais Segura.

A fiscalização em grande escala conta com mais de 17 mil policiais militares, que em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal farão combate intensivo ao crime e infrações, garantindo a segurança viária de uma forma inédita no Estado.

As ações ocorrem das 14 às 2 horas de sábado e contarão com 8 mil viaturas, distribuídas em 163 pontos de rodovias, com 2.569 blitze no total, entre marginais e acessos às rodovias estaduais e federais de São Paulo.

Os veículos selecionados na abordagem serão, num primeiro momento, vistoriados por equipes do policiamento ostensivo (Força Tática, BAEP e policiamento territorial) e, após, será realizada vistoria administrativa de trânsito, com equipes do Comando de Policiamento Rodoviário e da Polícia Rodoviária Federal, momento em que os condutores serão submetidos ao teste do bafômetro e à verificação da documentação e das condições dos veículos para trânsito na estrada.

A Polícia Militar do Estado de São Paulo atua diuturnamente na maximização dos resultados operacionais e na consequente redução dos indicadores criminais, aumentando a percepção de segurança da população e a diminuição de mortes e acidentes nas estradas paulistas.

Além dos pontos de blitze, as pessoas que presenciarem infrações devem acionar a Polícia Militar pelo telefone de emergência 190.