Carreata percorre bairros e mobiliza os mogianos para doações de agasalhos
A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Karin Melo, acompanhou a ação / Foto: Guilherme Bertti/PMMC

O Fundo Social de Solidariedade de Mogi realizou nessa quarta-feira, 16, a tradicional Carreata do Agasalho, ação que faz parte da Campanha do Agasalho e percorre bairros da cidade, solicitando doações de peças de frio.

A mobilização teve início pelo Jardim São Pedro, em Cezar de Souza e depois seguiu para o Mogilar e Vila Industrial no período da tarde. A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Karin Melo, acompanhou a ação e falou sobre a importância da carreata. “Estimamos que pelo menos 15% da nossa arrecadação para a Campanha do Agasalho vem da carreata. Por isso, é um evento muito importante e que mostra como o povo mogiano é solidário”, destacou.

PM, bombeiros e atiradores do Tiro de Guerra estão participando da campanha

O mutirão contou com a participação de 100 atiradores do Tiro de Guerra e também teve o apoio da Polícia Militar e Corpo dos Bombeiros, além de funcionários e viaturas da prefeitura. Antes de a carreata começar, houve uma reunião preparatória no Tiro de Guerra. “Talvez vocês não conheçam as pessoas que vão receber os agasalhos, mas tenham certeza que será uma ação repleta de amor e carinho, assim como é com que doa e com esse ato voluntário que vocês estão fazendo hoje”, destacou Karin, aos atiradores.
Enquanto as ruas são percorridas, um carro de som faz o apoio, comunicando os moradores que a Carreata do Agasalho está passando e pedindo a colaboração de todos. Já os sacos de roupas recolhidos são colocados nos carros da prefeitura, que acompanham a mobilização e depois em um caminhão, que também integra o comboio.

A Campanha do Agasalho 2018 segue até o dia 27 de julho. É possível doar todo tipo de peça, como cobertores e até sapatos e o que foi arrecadado em menor volume até o momento são roupas infantis. Existem 300 pontos de arrecadação distribuídos pela cidade em pontos estratégicos, como unidades de ensino, supermercados, comércios, igrejas e prédios da prefeitura.