Campanha da Fraternidade 2019 quer promover a “Fraternidade e Políticas Públicas”
O bispo diocesano Dom Pedro Luiz Stringhini lançou a 50ª Campanha da Fraternidade de 2019/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

Na noite da última quinta-feira, em sessão solene na Câmara de Mogi das Cruzes, o bispo diocesano Dom Pedro Luiz Stringhini lançou a 50ª Campanha da Fraternidade de 2019.

Com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça – (Is 1,27)”, a campanha chama atenção dos cristãos para ações e programas que devem garantir os direitos humanos.

“O tema é forte e do momento, um tema que é muito vivo. Nós falamos todos os dias sobre essa questão de políticas públicas, ainda mais quando se fala de justiça e liberdade. É o que o povo precisa”, ressaltou o vereador Antonio Lino (PSD), que discursou em nome da Câmara Municipal.

O deputado estadual, Luiz Carlos Gondim também enalteceu o tema da Campanha da Fraternidade de 2019.

“É um tema do dia a dia nosso da igreja, um tema que nós convivemos, com a pobreza, com a desigualdade social, com o desemprego e com a fome. E esse tema levantado pela igreja faz com que nós políticos possamos refletir e exigir mais do poder executivo”.

Já o deputado federal Marco Bertaiolli falou sobre a importância dos cristãos na política e exaltou a iniciativa da Igreja com o tema da Campanha desse ano.

“Vim muito feliz a esta sessão solene, pois vejo a nossa Igreja Católica completamente alinhada às necessidades da população brasileira. Porque a nossa campanha da fraternidade prega a fraternidade e as políticas públicas”.

O prefeito Marcus Melo (PSDB), representante do Executivo municipal, em seu discurso, falou sobre a importância dos projetos e ações da Igreja Católica em Mogi das Cruzes.

“Política públicas é uma palavra muito repetida nos dais de hoje. Nesse momento a Igreja Católica convida a comunidade e os políticos a participar do dia a dia de nossa cidade. Quero agradecer por tudo aquilo que a Igreja Católica faz em nossa cidade. Temos várias ações e projetos que são inseridos em nosso Município através de voluntários”, disse.

o bispo diocesano Dom Pedro Luiz Stringhini agradeceu ao Legislativo pela sessão solene anual e fez uma analogia para explicar a atuação da Igreja Católica na sociedade.

“Agradeço a essa casa pelo reconhecimento e pela colaboração no sentido de realizar as políticas públicas para a cidade. A Igreja exerce a caridade em três dimensões, dar o peixe, ensinar a pescar e despoluir o rio”, ressaltou.

A solenidade, comandada pelo presidente do Legislativo, vereador Sadao Sakai (PR) também contou com a presença dos vereadores Edson Santos (PSD), Pedro Komura (PSDB), Otto Rezende (PSD) e Rodrigo Valverde (PT), da ex-vereadora Odete de Sousa, que representou o deputado estadual André do Prado, do ex-vereador Geraldão e do vigário geral de Mogi das Cruzes, padre Antonio Robson Gonçalves.

A Campanha da Fraternidade, coordenada pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) é realizada todos os anos pela Igreja Católica no Brasil durante o período da Quaresma e tem como principal objetivo despertar a solidariedade da sociedade brasileira sobre um tema anual específico.