Brasil vai às oitavas e Alemanha se despede da Copa do Mundo
Paulinho fez boa partida e abriu o placar. Além de fazer a proteção da zaga, também foi incisivo na criação de jogadas quando a equipe tinha a posse de bola /Foto: Axel Schmidt/Reuters

A última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo 2018 caminha para o final, e o Brasil venceu a Sérvia nessa quarta-feira, 27, por 2 a 0, garantindo vaga nas oitavas de final, quando enfrentará a seleção do México.

No lado oposto às comemorações, a Alemanha teve um feito inédito: perdeu por 2×0 para a Coreia do Sul e, pela primeira vez na história, foi eliminada ainda na primeira fase do Mundial. Esta é a terceira vez consecutiva que a seleção campeã da Copa anterior não consegue repetir o bom desempenho para defender o título e diz adeus à competição ainda na fase de grupos.

O jogo

O confronto da Seleção Brasileira contra a Sérvia, que terminou com o placar de 2 a 0, mostrou uma equipe mais segura, que conseguiu se impor, mas que também deu oportunidades para o adversário, que com jogadores de alta estatura se tornava perigoso em bolas paradas e em cruzamentos. Assim, o goleiro Alisson e o setor defensivo brasileiro foram mais exigidos do que em partidas anteriores e cumpriram seu papel.

A saída precoce de Marcelo deu oportunidade a Filipe Luís jogar pela primeira vez nesta Copa. Mas, por ter características mais defensivas, Filipe não apoiou o ataque brasileiro da mesma forma que Marcelo faz e alterou levemente a postura da equipe. O time brasileiro passou a jogar mais pelo meio, porém como a Sérvia congestionava este setor, houve certa dificuldade para traduzir as jogadas em chances reais de gol.

Paulinho fez boa partida e abriu o placar. Além de fazer a proteção da zaga, também foi incisivo na criação de jogadas quando a equipe tinha a posse de bola. Outro destaque foi a movimentação de Gabriel Jesus, que mesmo sem a bola abriu espaços importantes, que foram bem aproveitados pela equipe brasileira.

Também deu para notar a melhora na atuação de Willian, que nos dois primeiros jogos foram apagadas, pois não conseguia escapar da marcação adversária. Mas, o fato é que o lado esquerdo do time brasileiro é mais produtivo devido à presença de Philippe Coutinho, Neymar e Marcelo.

Outro jogador que funcionou como opção ofensiva e não comprometeu foi o lateral Fagner, que entrou na vaga de Danilo, que está lesionado. Neymar, também, melhorou sua postura em campo. Apresentou-se com maior desenvoltura, procurando jogar mais e fugir dos contatos físicos, que quando aconteceram não motivaram reclamações com a arbitragem.

No segundo tempo houve alguns minutos em que a Seleção Canarinho cedeu espaços e permitiu que a Sérvia mostrasse seu estilo de jogo. Tite tentou amenizar este momento de sufoco povoando o meio-campo com a entrada de Fernandinho, mas foi o gol de Thiago Silva que concretizou a retomada do volume de jogo.