Bertaiolli sai em defesa do governador: “Doria trabalha para todos os paulistas e garanto que o Alto Tietê terá muitos investimentos”
O deputado eleito não têm dúvidas sobre a qualidade da equipe (secretariado) montada por Doria e nem dos resultados que este governo produzirá para a população/Foto: Glaucia Paulino/Oi Diário
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O deputado federal Marco Aurélio Bertaiolli (PSD) afirmou nesta sexta-feira, 11, que o novo governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), não irá, de forma alguma, promover algum tipo de perseguição ou prejudicar qualquer cidade do Alto Tietê ou do Estado por questões políticas e partidárias.

Bertaiolli que foi prefeito de Mogi das Cruzes em dois mandatos consecutivos e também presidiu o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) saiu em defesa do governador João Dória ao se manifestar sobre uma reportagem publicada/postada no site do Jornal Oi com questionamentos à decisão do novo governo paulista de suspender convênios assinados no final de dezembro de 2018 pela gestão do ex-governador Márcio França (PSD) com as prefeituras de Poá, Arujá e Itaquaquecetuba.

“Quero afirmar com a mais absoluta convicção de que o novo governador do Estado de São Paulo, o João Doria, não discriminou ou fez qualquer tipo de perseguição contra as cidades do Alto Tietê ou contra outras cidades paulistas que tiveram convênios assinados no final de 2018 suspensos ou cancelados”.

“Tive o cuidado de conversar com a equipe técnica do novo governo antes de fazer qualquer manifestação sobre esse assunto e posso assegurar que as decisões (de suspender os convênios) foram estritamente técnicas, não existe da parte do Doria qualquer sentimento de prejudicar nenhuma cidade. O Doria vai governar, ou melhor, já está governando para todos os paulistas e o que ele fez em relação a esses convênios foi, na verdade, resolver um problema herdado da gestão anterior (comandada por Márcio França)”.

“O governo anterior sim, tomou decisões políticas (eleitorais/eleitoreiras) ao formalizar convênios bem no final do mandato, sendo que não havia previsão orçamentária (para o ano de 2019) para cumprir os convênios que ele firmou com diversas prefeituras. Portanto a ação política (politiqueira) indevida ocorreu no governo anterior. O governador Doria esta fazendo o que prometeu aos eleitores paulistas, de fazer uma gestão técnica, transparente e que persegue a eficiência administrativa e o equilíbrio fiscal”, argumentou Bertaiolli.

“Decisão equivocada do Condemat não vai prejudicar as cidades” 

O ex-prefeito mogiano e deputado eleito não têm dúvidas sobre a qualidade da equipe (secretariado) montada por Doria e nem dos resultados que este governo produzirá para a população.

“Tenho participado de audiências (reuniões) com diversos secretários de Estado e percebo que o governo Doria começa acelerado e muito focado em melhorar a qualidade dos serviços públicos e garantir mais qualidade de vida a todos os paulistas. Tenho certeza que a região do Alto Tietê receberá muitos investimentos, apesar de a direção do Condemat ter tomado (em 2018) uma decisão muito equivocada de levar os prefeitos para a campanha do candidato (Márcio França) que acabou derrotado”.

“Volto a afirmar, Doria vai governar para todos os paulistas, não vai retaliar ou prejudicar nenhuma cidade do Alto Tietê ou do Estado por diferenças políticas ou partidárias e chamo a atenção para a necessidade de superarmos as diferenças políticas e apostarmos no trabalho e no sucesso tanto do governo do Estado quanto do governo federal (presidente Jair Bolsonaro), para que nossas cidades recebam mais investimentos”, acrescentou o deputado federal mais bem votado do Alto Tietê na eleição de 2018.

Bertaiolli recebeu 137.628 votos e, na campanha eleitoral, foi ao lado do deputado estadual reeleito Estevam Galvão (DEM) um dos principais cabos eleitorais de João Doria em toda a região do Alto Tietê.