Bailarino mogiano é contratado pelo Teatro de Ópera e Ballet de Perm, na Rússia
O bailarino mogiano vai levar o nome de Mogi das Cruzes e do Brasil para a Rússia, o país do balé / Foto: Divulgação
Prefeitura de Suzano

O bailarino mogiano Gabriel Santos, que em 2014 já atraiu a atenção de toda a cidade ao ser escolhido para cursar a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, acaba de conquistar novo feito inédito: ao lado de quatro outros bailarinos brasileiros, ele foi contratado e inicia em agosto sua trajetória como solista profissional do Teatro de Ópera e Ballet de Perm.

Vai, portanto, levar o nome de Mogi das Cruzes e do Brasil para a Rússia, o país do balé. Gabriel concluiu os estudos na Escola do Teatro Bolshoi em 2016 e vai se despedir da Escola Bolshoi no final deste mês, com suas últimas apresentações no Teatro Juarez Machado, em Joinville (SC).

Ensaiadores russos vão preparar Gabriel para “O Lago dos Cisnes” e “Romeu e Julieta”

Gabriel ingressou no Teatro de Bolshoi com 16 anos e, após prova técnica, foi imediatamente transferido para o sexto ano – ao todo, o curso tem oito anos de duração. Foram, portanto, dois anos de estudos na companhia, que é a única filial da Escola de Bolshoi fora da Rússia e carrega o mesmo ideal da Escola Coreográfica de Moscou, criada em 1773: proporcionar formação e cultura por meio do ensino da dança.

Ao longo desse período, o mogiano comprovou seu potencial e versatilidade, apesar das adversidades. Além do ensino regular, ele tinha aulas de dança clássica, dueto, repertório, dança contemporânea, literatura musical e história da dança. E, após se formar, começou a sonhar o sonho de todos os bailarinos que por ali passavam: entrar para uma grande companhia internacional.

O sonho de Gabriel começou a se tornar realidade após sua participação, em abril deste ano, do Concurso Internacional de Balé XV Russian Open Ballet Competition “Arabesque 2018” – Ekaterina Maximova, que é uma grande vitrine artística. Ali, o mogiano de 20 anos surpreendeu com sua técnica e habilidade e, além de prêmios, acabou agraciado com o contrato profissional.