Assim Ferraz não aguenta: ‘Vejam a que ponto chegou a irresponsabilidade do governo Biruta com a Etec’
Nessa quinta-feira a reportagem do Oi Diário vistoriou as ruínas do imóvel onde funcionou até o ano passado a Etec/ Foto: Reprodução Youtube
Prefeitura de Suzano Refis

Uma imagem vale por mil palavras e no caso da destruição do prédio da Escola Técnica Estadual (Etec) em Ferraz de Vasconcelos, as imagens captadas pelo Jornal Oi valem, podemos dizer milhões de palavras.

Nessa quinta-feira, 25, a reportagem do Oi Diário vistoriou as ruínas do imóvel onde funcionou até o ano passado a Etec. O que a reportagem constatou no local é desolador e revoltante.

O prédio que foi construído e inaugurado em 2007 pelo ex-prefeito Jorge Abissamra (PSB) na Vila Jamil (divisa entre Ferraz e Guaianazes) está literalmente em ruínas e a responsabilidade pela destruição do prédio é de 100% do atual governo ferrazense que é comandado pelo prefeito Zé Biruta (PRB).

Isso porque na metade de 2017, o governo do Estado por meio do Centro Paula Souza tornou pública a decisão de transferir os alunos da Etec da Vila Jamil para salas do prédio da Fatec que foi inaugurada no bairro São João, na área central da cidade.

A prefeitura, neste caso, ficou sabendo ainda em 2017 que receberia de volta o prédio que foi construído com recursos da prefeitura de Ferraz. Mas o governo do prefeito Zé Biruta não moveu uma palha sequer para preservar o prédio da Etec que começou a ser vandalizado, furtado e destruído já no final do ano passado.

E o prédio que fica na avenida Jânio Quadros e próximo da estação Engenheiro Antônio Gianetti da CPTM tem sido dia a dia atacado, sendo que as ruínas do prédio estão utilizadas por moradores de rua e usuários de drogas.

Confira nesta sexta-feira, 26, uma videorreportagem especial onde o Oi apresenta imagens revoltantes sobre a destruição imposta ao imóvel que poderia estar preservando e oferecendo serviços a população de Ferraz.

Além de não ter garantido a segurança de um patrimônio público da prefeitura, o descaso, a omissão e a irresponsabilidade do governo Biruta privou a cidade de receber um polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo  (Univesp).

Por incrível que possa parecer entre o final do ano passado e início de 2018, o governo ferrazense informou ao Oi Diário que o município não tinha interesse em receber o polo a Univesp simplesmente porque não tinha um espaço adequado para receber os alunos e oferecer os cursos – que desde o início deste ano beneficiam cerca de 1,5 mil alunos em várias cidades do Alto Tietê.

O fato é que Ferraz tinha o prédio da Etec – que foi colocado à disposição do governo Biruta no final do ano passado. A instalação do polo da Univesp era apenas uma das opções de uso do prédio, mas não foi à única.

O prefeito foi orientado a usar o prédio (antes de sua completa destruição) para a instalação de uma unidade de saúde ou da sede da Companhia da Polícia Militar. Mas o prefeito e sua tosca assessoria também desprezaram essas sugestões e indicações, sendo que o resultado de tanto descaso e irresponsabilidade pode ser constatado na imagem que ilustra essa reportagem.