Ashuichi é reeleito para a presidência do Condemat: desafio maior será fazer com que Doria invista na região
Ashiuchi foi reconduzido ao cargo de presidente do Consórcio que representa as cidades do Alto Tietê na manhã desta terça; Mamoru Nakashima vai continuar como vice-presidente do Condemat/ Foto: Glaucia Paulino/Oi Diário
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), acaba de ser reeleito para a presidência do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat).

Ashiuchi foi reconduzido ao cargo de presidente do Consórcio que representa as cidades do Alto Tietê na manhã desta terça-feira, 18, durante a reunião do conselho dos prefeitos realizada na sede do Consórcio em Mogi.

Nas próximas horas Ashiuchi deverá falar sobre as suas metas para mais um ano de mandato a frente do Consórcio. De acordo com a assessoria de imprensa do Condemat, o prefeito de Itaquá, Mamoru Nakashima (que é alvo de um processo de expulsão pelo seu partido – o PSDB) vai continuar como vice-presidente do Consórcio.

Ainda de acordo com a assessoria do Condemat, o prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo (PSDB), que era cotado para disputar a presidência decidiu abrir mão de sua participação na diretoria da entidade, sendo que sua vaga será ocupada a partir de janeiro de 2019 pelo prefeito de Salesópolis, Vanderlon Gomes (PR).

De acordo com as informações da assessoria do Consórcio nenhum outro prefeito, além de Rodrigo Ashiuchi, demonstrou interesse em participar da eleição e assumir a presidência do Consórcio. Desta forma Ashiuchi foi reconduzido por unanimidade ao posto.

A estratégia de Marcus Melo: ver o circo pegar fogo?

Na semana passada a reportagem do Oi questionou o prefeito de Mogi sobre sua intenção de concorrer o não ao cargo de presidente, principalmente porque ele seria/será o prefeito do Alto Tietê mais próximo do governador eleito João Doria (PSDB) a partir de janeiro de 2019.

Ele afirmou que sua prioridade maior seria trabalhar por Mogi e observou que pretendia deixar que os prefeitos definissem o que seria melhor para a região no que diz respeito a eleição que aconteceu nesta manhã.

Ao não colocar o seu nome a disposição dos prefeitos da região, Marcus Melo confirma que Mogi será o foco de todas as suas atenções em 2019 e joga ‘no colo’ do presidente reeleito do Condemat uma enorme responsabilidade: de fazer a interlocução das cidades do Alto Tietê com o novo governador do Estado, apesar de ter liderado uma frente de prefeitos que apoiou a candidatura de Márcio França – derrotado por Doria no segundo turno da eleição ao governo de São Paulo.