Prefeitura de Mogi das Cruzes

O Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe) da Prefeitura de Suzano deu prosseguimento na tarde desta terça-feira, 13, aos exames-teste dos alunos beneficiados pelo programa Boa Visão 2018.

Desta vez, passaram por avaliação os educandos da Escola Municipal (EM) Odário Ferreira da Silva, no Jardim Belém, no distrito de Palmeiras. A unidade será responsável por examinar 418 crianças.

Na oportunidade, a dirigente do Saspe e presidente do Fundo Social de Solidariedade, a primeira-dama Larissa Ashiuchi, acompanhada do secretário municipal de Educação, Leandro Bassini, acompanhou os trabalhos realizados individualmente com os estudantes.

A campanha da Boa Visão deste ano vai atender cerca de 24 mil alunos, de 3 a 8 anos, matriculados em 108 instituições de ensino, entre escolas municipais, estaduais e Serviço Social da Indústria (Sesi). Neste ano, o projeto, coordenado pelo Saspe, também foi ampliado e tem expectativa de beneficiar uma média de 1,5 mil idosos com idade igual ou superior a 60 anos.

“Vamos concluir no final da próxima semana esta etapa (testagem) do Boa Visão, que denominamos Operação Óculos Escolar, para, então, passarmos para a fase clínica. É importante destacar que, conforme detectamos alguma disfunção ou dificuldade na identificação das figuras que são mostradas às crianças, providenciamos o encaminhamento das mesmas para um oftalmologista. Também estamos trabalhando no encaminhamento dos casos especiais, ou seja, aqueles mais graves, que dependem de acompanhamento específico, de um cuidado maior”, observou a primeira-dama.

A iniciativa é colocada em prática pelo Saspe em parceria com as Secretarias de Educação e de Saúde de Suzano. Bassini frisou que o Boa Visão significa oferecer melhores condições de ensino às crianças que precisam usar óculos em sala de aula e que, muitas vezes, não têm condições de arcar com o valor do acessório ou oportunidades de passar por avaliação oftalmológica.

“Os estudantes que têm alguma disfunção ocular, naturalmente, ficam impossibilitados de terem o mesmo rendimento no ensino em comparação com os alunos que não apresentam problema na visão. Desenvolvemos de forma integrada esse programa com o caráter educativo, além de social”, ressaltou o secretário de Educação.

As consultas médicas dos estudantes encaminhados aos especialistas estão marcadas para os meses de maio e junho, no Ambulatório de Especialidades Médicas Dr. Joracy Cruz. A expectativa é que aproximadamente 5,4 mil alunos passem por esse procedimento. Já a confecção dos óculos será providenciada entre os dias 30 de abril e 30 de julho. A cerimônia de entrega simbólica do acessório acontecerá no dia 12 de junho para os idosos e no mês de agosto para os alunos da rede municipal.