Alckmin ‘pula’ as linhas 11 e 12 e investe pesado na linha 13 da CPTM

0
108

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou, nesta sexta-feira, 1º, a assinatura do contrato para fabricação de oito novos trens para a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). As novas composições terão bagageiro e atenderão a Linha 13-Jade, que entrará em operação a partir de março de 2018, ligando o Aeroporto Internacional de Guarulhos à estação Engenheiro Goulart. Com 12,2 quilômetros de extensão, o tempo de viagem está estimado em 15 minutos, com intervalos de 8 minutos. Os trens da Linha 13-Jade serão fabricados pelo consórcio Temoinsa-Sifang, que venceu a licitação internacional com a apresentação da melhor proposta, no valor de R$ 316,720.807,00, ante o orçamento limite, que era R$ 319.251.011,08, gerando economia de R$ 2.530.204,08 aos cofres públicos. A aquisição dessa frota está sendo financiada com recursos do Banco Europeu de Investimento (BEI), que disponibilizou € 85 milhões para o Governo do Estado de S. Paulo.

Mais descaso com o Alto Tietê?
Nada contra os investimentos da CPTM para Guarulhos, mesmo porque essa linha beneficiará também os moradores do Alto Tietê. Mas não podemos deixar de questionar o ‘apetite’ da CPTM e do governo estadual em investir na nova linha da CPTM para o aeroporto de Guarulhos, sendo que os usuários e políticos de Suzano, Mogi e Itaquá seguem se descabelando e implorando por obras de modernização nas linhas 11 e 12 que atendem mais de 150 mil usuários da região todos os dias. Fica claro, mais uma vez, que a CPTM e o governo do Estado não têm as estações do Alto Tietê como prioridade. E esse tratamento dispensado a região (linhas 11 e 12) não pode mais continuar.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO