Prefeitura de Suzano

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) é esperado nesta quarta-feira, 4, em Ferraz de Vasconcelos para a inauguração da Faculdade de Tecnologia (Fatec) Ferraz de Vasconcelos, que começará as atividades já no próximo semestre. O texto de criação da Fatec em Ferraz foi publicado no Diário Oficial do Estado em março deste ano, sendo que a obra foi autorizada em 2011.

No Vestibular para o segundo semestre de 2018, a unidade recém-criada vai oferecer o curso de graduação tecnológica de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. O período de inscrição, exclusivamente pela internet, é de 8 de maio a 8 de junho.

O Estado investiu mais de R$ 27,6 milhões na construção da sede da nova Fatec. O imóvel já abriga a Escola Técnica Estadual (Etec) de Ferraz de Vasconcelos, que começou as aulas deste primeiro semestre no novo espaço.

A Fatec Ferraz de Vasconcelos é a quarta da Região do Alto Tietê – as demais estão localizadas nos municípios de Guarulhos, Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes. Com a criação da nova faculdade de tecnologia, o Centro Paula Souza passa a administrar 69 Fatecs no Estado, distribuídas em 63 cidades paulistas.

Última vez de Alckmin  no Alto Tietê?

Nos últimos dias a reportagem do Oi chamou a atenção para o fato de que Alckmin terminaria (neste dia 7 de abril) o seu mandato de governador em dívida com a região do Alto Tietê. O Oi chegou inclusive  a destacar a possibilidade de Alckmin não vir mais ao Alto Tietê em razão de sua decisão de deixar o cargo de governador (no final desta semana) para ser candidato a presidente.

 

No entanto o governador decidiu marcar presença neste dia 4 em Ferraz. Essa visita à Ferraz pode ser considerada surpreendente, mas pode ser avaliada também como uma manifestação silenciosa de Alckmin contra alguns prefeitos da região (com o prefeito de Suzano – Rodrigo Ashiuchi – a frente) que declararam apoio a candidatura do seu vice Marcio França e declararam publicamente que Alckmin não teria atendido a todas as expectativas (não cumpriu suas promessas) das cidades da região.

 

Nesta quarta-feira Alckmin poderá avaliar se o que fez como governador atendeu ou não as suas expectativas e também as expectativas da população. O Oi segue afirmando que Alckmin vai deixar o cargo em dívida com a região.