Rodoanel - SP 66
A construção da alça na estrada dos Fernandes foi reivindica em 2013, pelo ex-prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB), sendo que em 2015 o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou a obra, mas até hoje a obra ainda não foi iniciada / Foto: Wanderley Costa

Nesta segunda-feira, 14, a reportagem do Jornal Oi questionou a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) sobre um cronograma para o início e entrega da alça de saída ao trecho Leste do Rodoanel em Suzano. Isso porque, na semana passada, em reunião realizada em São Paulo com a participação dos prefeitos de Poá e Suzano, do secretário de Estado de Transportes e Logística (Mario Mondolfo) e de diretores da Artesp, ficou definido que a alça será construída na SP-66 e não mais na estrada dos Fernandes.

A construção da alça na estrada dos Fernandes foi reivindica em 2013, pelo ex-prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB), sendo que em 2015 o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou a obra, mas até hoje a obra ainda não foi iniciada.

E qual é a possibilidade de a obra ser feita na SP-66 ser iniciada e concluída rapidamente? A resposta da Artesp indica que ‘Suzano e região’ ainda terão mais uma longa sessão de enrolação.

“A mudança de local de implantação da nova alça de acesso do Trecho Leste para a SP-66 foi decidida após avaliação de pedidos das prefeituras. A implantação da obra na Estrada dos Fernandes não tinha previsão contratual no edital de concessão. A partir dessas recentes solicitações das prefeituras, a ARTESP (Agência de Transporte de Estado de São Paulo) irá retomar as discussões com a concessionária para revisar e atualizar os projetos e licenciamentos ambientais uma vez que a alça da SP-66 já constava no contrato da SPMar. O cronograma será definido depois da realização dessas discussões e avaliações. Com a revisão dos projetos, outros detalhes da obra serão divulgados oportunamente”. De que forma Suzano poderá evitar mais enrolação do governo de SP, da Artesp e do consórcio SPMar em relação a essa obra? Com a palavra os prefeitos e deputados do PR.