Prefeitura de Guararema

No último dia 8 de março comemoramos o Dia Internacional da Mulher, porém temos que ter consciência que todos os dias são nossos.

Temos visto nas mídias o aumento da violência contra a mulher, a cada momento uma mulher é violentada de diversas formas, seja psicologicamente, fisicamente, moralmente, sexualmente ou patrimonial. O desrespeito com a mulher não é de hoje, sempre enfrentamos preconceito e violência.

Acredito que um dos maiores avanços que conquistamos foi a Lei 11.340/06, conhecida como a Lei Maria da Penha.

Foram mais de 20 anos de luta de uma mulher que enfrentou de perto a violência e por duas vezes quase teve sua vida ceifada, porém carrega a marca que a deixou paraplégica.

Mesmo sofrendo, ela foi forte o suficiente para dizer NÃO a violência e lutar para que outras mulheres tenham o direito de viver.

Diante de toda a violência que presenciamos diariamente não podemos nos calar. Sabe aquele ditado popular que diz: “Em briga de marido e mulher não se mete a colher!”, isso tem que mudar, temos sim que estarmos atentos e metermos a colher, pois podemos salvar uma mulher que esteja em risco e sem coragem para denunciar.

É possível denunciar a violência contra a Mulher de forma anônima por meio do 190 da Polícia Militar em situação de emergência ou pelo 180, um canal direto de violência contra a mulher.

Nossa luta não pode parar nunca, somos fortes o suficiente para vencermos toda e qualquer batalha.