25 placas instaladas na avenida Mario Covas exigem respeito ao ciclista de Arujá
Em média, os treinamentos realizados na avenida Mario Covas atraem de 30 a 50 ciclistas em diferentes períodos do dia/Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O secretário municipal de Serviços de Arujá, Leandro Larini, e atletas das equipes Pelotão Mario Covas e Corridas 1.000 Grau acompanharam na última quinta-feira, 7, na avenida Mario Covas, a instalação de 25 placas de trânsito que visam orientar motoristas a respeitarem o direito dos ciclistas utilizarem a via, seja para treino ou locomoção.

Segundo o responsável pelo Departamento de Trânsito, Lairton Esteves, são dois os modelos de placa: um, de dois metros de largura, a ser afixado nas entradas da pista, e outro, de advertência, com 20 unidades a serem colocadas a cada 500 metros de via.

“Nós temos a obrigação de dar segurança a todos os usuários da via e isso inclui o ciclista. Infelizmente, falta educação e respeito a boa parte dos motoristas que buzinam, ameaçam, xingam ou até mesmo fecham quem utiliza a bicicleta como meio de transporte ou esportivamente”, explicou o secretário, Leandro Larini.

Ele ainda lembrou que existem diversos artigos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que garantem o direito à via pública para os ciclistas.

Voltado à segurança, o 201 determina como infração média deixar de guardar a distância lateral de um metro e cinquenta centímetros ao passar ou ultrapassar bicicleta.

Em média, os treinamentos realizados na avenida Mario Covas atraem de 30 a 50 ciclistas em diferentes períodos do dia.

“É um local ideal por ser plano, bem localizado e de pista larga. Não é por acaso que ciclistas de outras regiões de São Paulo também  treinam aqui. Acreditamos que as placas vão conscientizar os motoristas”, afirmou o atleta Júlio Sérgio Alba de Oliveira, o Serginho.

Segundo ele, os treinamentos costumam ser feitos a uma velocidade média de 40 quilômetros por hora, o que inviabiliza o uso da ciclofaixa existente no sentido bairro/centro da avenida.

“Além do uso da via ser um direito previsto pelo Código de Trânsito, nós obedecemos todas as regras de segurança, trafegamos somente na faixa da direita, utilizamos sinalizadores, faróis, roupa e capacete adequados. O que precisamos mesmo é de um pouco de respeito porque há espaço para todos utilizarmos”, afirmou.

Funcionários do Departamento de Trânsito e os ciclistas Anderson Leão, Edvaldo Martins, Adelson Moreira e Ulisses Pitbull acompanharam a instalação das placas.

“Só temos mesmo a agradecer porque a sinalização fará toda a  diferença”, afirmou Pitbull.